quinta-feira, julho 26, 2012

Mudanças no Blog

Hoje, fiz uma coisa no blog que já deveria ter feito há muito tempo. Todos os meus posts sobre o cotidiano do mestrado no Cedeplar-UFMG foram passados para rascunho. Isto é, eles não foram apagados, mas apenas eu terei acesso a eles.

Tomei essa iniciativa quando, depois de muito, muito tempo, resolvi reler o que escrevi em 2006-2007. Ri bastante, mas vi que tudo aquilo já teve o seu tempo. Uma coisa é um estudante de 20 ou 22 anos escrever emotivamente sobre a dificuldade da última prova de econometria, ou sobre como aquele último modelo macroeconômico é complexo, e esses textos serem lido por outros estudantes. Mas quando se é um economista profissional próximo dos 30 anos, e seu blog é procurado por quem quer inofrmações sobre economia, e não sobre vida de estudante, essas histórias podem se tornar inconvenientes.

Aos poucos, vou ir repostando os textos mais técnicos - como resenhas de artigos - daquela época.

6 comentários:

Anônimo disse...

Espero que você mantenha alguns posts sobre sua vida em BH, com impressões, passeios e comentários sobre a cidade, faculdade, etc. É uma parte interessante do seu blog, parte da sua história, e humaniza o blog.

ab

Ricardo Agostini Martini disse...

Anônimo,

Os passeios e minha vida em BH estão no marcador "Wherever I May Roam", que será mantido no blog.

Agradeço o comentário,

Ricardo

Anônimo disse...

Uma pena perder fonte de informação sobre mestrado. A visão de um aluno do programa é excelente e auxilia muitos estudantes.

Anônimo disse...

Uma pena perder fonte de informação sobre mestrado. A visão de um aluno do programa é excelente e auxilia muitos estudantes.

Ricardo Agostini Martini disse...

Aos poucos, estou repostando os antigos textos do mestrado.

Daniel Simões Coelho disse...

Ricardo, alguns comentários que fazemos no início do curso, seja do mestrado ou da graduação, podem parecer igênuos e até mesmo engraçado. Mas acho que faz parte da sua trajetória, acho legal ler como foi sua evolução, como pensou antes e como pensa agora. É bom saber que doutores e mestres passaram pelos mesmos problemas, acho que não deveria nos privar disso. No entanto, é sua escolha. Desejo que continue compartilhando o conhecimento conosco.

Abs