domingo, janeiro 25, 2009

Eu, Professor de Macroeconomia para Administração

Como já referi no post anterior, esse semestre serei professor substituto voluntário do departamento de economia da UFMG. Cuidarei da cadeira de Economia II para Administração, que envolve contabilidade social e vários tópicos de macroeconomia. Vi que deve ser uma grande quantidade de conteúdo para pouco período de tempo, o que vai exigir muito cuidado no planejamento das aulas.

Tenho que entregar o programa da disciplina até o dia 15 de fevereiro no departamento de economia da FACE-UFMG. Já esbocei um resumo do que eu quero passar para os alunos. Devido a grande variedade de tópicos, achei melhor dividir a matéria em três blocos:

BLOCO 1: Contabilidade Social. Ementa: Definição de macroeconomia. Visão geral da evolução da macroeconomia. Medidas da Atividade Econômica (produto, renda, consumo, poupança, investimento, gastos do governo, exportações e importações) e as relações básicas que definem a estrutura de contas nacionais. Sistema de Contas Nacionais, Produto Interno Bruto, Dívida Pública Interna e Externa. Balanço de Pagamentos e Indicadores da Economia Internacional.

BLOCO 2: Macroeconomia de Curto Prazo. Ementa: Modelo keynesiano simplificado de determinação da renda de equilíbrio. Curva de demanda agregada do modelo IS/LM. Curva de oferta agregada. Modelo IS/LM/BP. Aplicabilidade do modelo IS/LM/BP na interpretação das políticas econômicas.

BLOCO 3: Macroeconomia de Longo Prazo. Ementa: Principais evoluções e concepções a partir do modelo keynesiano. Ajuste nominal de médio prazo: curva de Phillips; expectativas adaptativas; expectativas racionais. Modelos de crescimento econômico: modelo de Solow; crescimento endógeno.

A bibliografia do primeiro bloco deve ser o manual de Contabilidade Social do Rossetti. Para os demais blocos, devo utilizar o manual de Macro do Blanchard, que é o mais intuitivo que conheço (e que já tenho vários resumos dos meus tempos de estudo para a prova da ANPEC). Algum dicionário de termos econômicos do Paulo Sandroni também sempre é bem vindo. Também quero pensar em alguns artigos para complementar a matéria, de preferência os originais dos autores. A avaliação deverá ser de três provas, uma para cada bloco, sem trabalhos extras, já que essa é uma cadeira estritamente teórica.

8 comentários:

enochfilho.net disse...

Oi Ricardo!

A edição mais recente que tenho notícia do Contabilidade Social de Rossetti é a 7ª, atualizada e revisada, de 1995. Só que a estrutura do sistema de contas nacionais do Brasil mudou bastante a partir de 1997.

Talvez seja melhor utilizar algo mais recente. Como a turma é de ADM, Sugiro "A nova contabilidade social" de Paulani & Braga para o bloco 01.

E que tal substituir uma prova por um trabalho?

=)

Enoch
Além Das Curvas

Ricardo Agostini Martini disse...

Enoch,

Essa é a edição que eu tenho, de capa verde. Como foi o livro que usei na minha graduação, já está todo sublinhado e comentado. E não pretendo entrar na metodologia do cálculo das contas nacionais brasileiras, prefiro ficar só com os conceitos básicos e com o fluxo circular da renda, devido ao pouco tempo. Mas, de qualquer forma, vou dar uma olhada nesse livro sugerido.

Em relação ao trabalho, acho que, por ser uma cadeira obrigatória, de teoria pura, é mais fácil para mim (menos páginas para ler e corrigir, menos subjetividade) e para os alunos (não habituados a artigos de teoria econômica) encarar provas como método de avaliação.

Agradeço as dicas!

Abraço

Anônimo disse...

Desculpe me intrometer na sua aula, que está bastante completa...mas sendo bastante sincero, impossivel os alunos de ADM captarem tudo isso...Melhor dar apenas o Bloco 1 mais detalhado e só. Todos vao sair ganhando... De qualquer forma vai ser interessante ver os seus comentários depois do curso.
Boa sorte.
Guilherme

Anônimo disse...

Concordo com o Anônimo anterior. Talvez no máximo os blocos 1 e 2 devam ser cobertos, os 3 juntos acaba sendo muita matéria... A não ser que a idéia seja uma breve passagem por cada um dos blocos.

Mudando de assunto, o fundo preto do blog é muito desconfortável para leitura.

Abraços

Duilio de Avila Bêrni disse...

Oi, Ricardo: tendo lecionado coisas parecidas com esta tua Macro para Administradores, disponho de material a respeito, além -temo-, de idéias... Ofereço-te os materiais que poderiam servir às partes I e II, bastando acionares 19ddab47@gmail.com. Desejo sucesso e bons estudos.
DdAB

Ricardo Agostini Martini disse...

Guilherme: minha idéia é dar uma passada rápida por cada tópico, abordando mais os gráficos e conceitos do que a formalização. Bem estilo do manual do Blanchard, mesmo. Mas pretendo calibrar a dificuldade do curso ao longo do semestre, conforme o ritmo dos alunos.

Anônimo: não te preocupa, os quadros das salas de aula da FACE-UFMG são todos brancos!

Duílio: agradeço muito o contato e o apoio. Entrarei em contato contigo em breve.

Abraços a todos, e agradeço as sugestões!

enochfilho.net disse...

Ricardo,
O anônimo não tá falando que os quadros da UFMG são de giz.

Ele tá falando sobre teu blog - layout preto com letras na cor branca embaraça as vistas!

Concordo com ele, e te leio pelo feed. Só venho aqui quando quero comentar.

Se precisar de alguma dica pra mudar o layout, fala aí...

=)

Enoch

O Feio disse...

Bom, hein?!?
Aqui na UFRGS não se vê esse tipo de coisa em economia para o curso de Administração. Essa cadeira é obrigatória? Modelo keynesiano e IS-LM só se vê em Análise Macro, que é eletiva pra Adm (pelo menos era na época que eu fazia) - aliás, foi essa cadeira que fez eu mudar de curso, hehehe.

Também acho que o fundo preto do blog é desconfortável.