terça-feira, março 04, 2008

Mapa da Pobreza em Porto Alegre - 2 (Trevo da BR)

Depois de mostrar um panorama geral da pobreza em Porto Alegre, vou apresentar as favelas e vilas de modo mais específico, isoladamente ou agregadas em complexos.

A primeira favela dessa parte do "trabalho" é a Vila Santo André, localizada abaixo do trevo da entrada da cidade, entre a Free-Way, a BR-116 e a Av. dos Estados. Essa favela é o primeiro núcleo residencial visto por quem chega à cidade pela avenida do Aeroporto. Parece que "saúda" os veranistas portoalegrenses que voltam da praia, pela Free-Way.

A vila é pequena, mas é muito pobre. Os barracos são de madeira, e rodeados de lixo.

4 comentários:

Ricardo Schweitzer disse...

Martini,

Se eu estiver enganado me desculpe, mas tenho a impressão de que esqueceste de incluir nos teus mapas as comunidades pobres do arquipélago: Ilha do Pavão, Ilha Grande dos Marinheiros, Ilha da Pintada (onde inclusive há um dos maiores abismos sociais da cidade, aliás, pois a região é apinhada de mansões de altos muros e segurança reforçada lado-a-lado com favelas), etc..

Ricardo Agostini Martini disse...

Ricardo,
Muita gente já me falou das favelas localizadas no arquipélago do Guaíba. Contudo, o único núcleo de barracos propriamente dito que eu encontrei no Google Earth está na Ilha Grande dos Marinheiros (a Vila dos Marinheiros). Nas demais ilhas, as moradias estão mais esparsas, não dá para ver de cara o que é favela e o que não é. Preciso ter mais certeza antes de postar algo a respeito, mas estou pesquisando ainda.

Abraço, e agradeço a observação!

Diego da Silva Rodrigues disse...

Ricardo;

Antes de vir a Juiz de Fora, voluntariei na Cruz Vermelha de Porto Alegre e, sim, as ilhas do Guaíba, pelo que ouvi lá, é a região mais pobre da cidade. A Cruz Vermelha tem um projeto específico para essa área. Dados precisos, todavia, também não tenho. É só um testemunho.

Abraço.

Ricardo Agostini Martini disse...

Atendendo a pedidos, amanhã postarei o que pesquisei sobre a pobreza nas ilhas do Guaíba.

Abraços